Já garantiu seu salto?!
Não saia antes de garantir seu dia!

A Sky Company está preparada para responder qualquer dúvida que tenha em relação aos saltos e pacotes oferecidos.

Venha curtir essa aventura com
segurança e qualidade.
Agende seu Salto

Como funciona a modalidade Freestyle?

Como funciona a modalidade Freestyle?

Conheça mais detalhes sobre o salto de paraquedas no estilo freestyle e surpreenda-se

 

O paraquedismo é um esporte radical bem versátil. Um de seus estilos, a modalidade freestyle, aumenta mais a sensação de adrenalina e proporciona mais aventuras para os amantes do salto com paraquedas.

 

Com a evolução das técnicas do paraquedismo, nada mais natural do que transformar o que já era divertido em algo ainda melhor. Assim, a modalidade freestyle tornou-se uma opção verdadeiramente única para aqueles que não desejam, simplesmente, mergulhar em queda livre.

 

Quer conhecer mais sobre esse estilo de salto de paraquedas? Confira mais sobre o tema!

Modalidade freestyle: um balé artístico no céu

Quem não está muito familiarizado com o salto de paraquedas pode pensar que ele se resume em subir no avião e mergulhar em queda livre, planando em segurança até chegar na terra firme.

 

É bem verdade que nos tempos antigos, o paraquedismo era algo realmente “simples”, onde os equipamentos e tecnologias de voo não permitiam muita criatividade em um mergulho de 200 km/h.

 

No entanto, com o passar do tempo, muita coisa mudou. Hoje, o paraquedismo evoluiu bastante ao ponto de proporcionar mais versatilidade durante a queda. De fato, para os praticantes avançados e dominantes do esporte, o salto é o momento de extravasar as energias e colocar todas as ideias e malabarismos em prática.

 

Desse modo, surge a modalidade freestyle, onde, literalmente, os movimentos não ficam limitados em apenas admirar a vista durante a queda. Aqui, é possível realizar manobras, brincar com a força do vento e aproveitar cada segundo desse mergulho fantástico. Assim, o paraquedista pode executar movimentos bem inspirados na ginástica artística e no balé.

Freestyle na prática

De forma geral, a modalidade freestyle funciona da seguinte maneira: o salto é realizado em duplas, onde o freeflyer e o cameraflyer rompem o céu a mais de 200 km/h. Durante a queda, o freeflyer realiza suas ousadas manobras, que são registradas detalhadamente pelo cameraflyer.

 

No entanto, podemos imaginar que a função do câmera é “apenas” registrar o momento da melhor forma, mas, na verdade, ele tem a função de “dirigir” a desempenho do freeflyer, melhorando ainda mais o salto.

 

E essa modalidade de esportes no ar é tão levada a sério pelas duas partes, que nas competições da categoria as notas são dadas individualmente para cada parte. Ou seja, quem faz os movimentos precisa dar o máximo de si, enquanto o responsável por registrar as manobras precisa gravar o momento da melhor forma possível. Pontos para a equipe.

Freestyle versus Freefly: entenda as diferenças

Se você já se aventurou no mundo do paraquedismo, provavelmente deve ter ouvido falar de um estilo bem parecido com a modalidade freestyle: o estilo freefly. Nessa modalidade, os paraquedistas também saltam em queda livre para usar e abusar de manobras criativas e divertidas.

 

No entanto, uma diferença sutil permite categorizar cada estilo em atividades bem diferentes: no freestyle, os movimentos são mais “técnicos” e parecido com um verdadeiro balé no céu. Assim, os praticantes precisam de bastante preparo físico, flexibilidade e, claro, técnica para atingir o objetivo do estilo.

 

Já no freefly, a ideia é radicalizar um pouco mais e deixar a aventura ainda maior. Sendo assim, o paraquedista pode fazer movimentos como o head down (cabeça para baixo), sitfly (sentado), standup (de pé), backtrack (de dorso), bellyfly (de barriga para baixo) e qualquer outro tipo criativo que a imaginação permitir. De fato, não existem limites para a aventura.

 

O último ponto importante, é que no freefly as velocidades de queda podem aumentar drasticamente. É possível variar, por exemplo, de um movimento de 150 km/h para outro movimento que permita uma aerodinâmica maior, que faça o praticante atingir 400 km/h em poucos segundos.

 

Portanto, as diferenças aparentemente sutis transformam cada modalidade e atraem públicos bem distintos para a prática.

 

Modalidade freestyle no paraquedismo

Paraquedismo avançado

Como pudemos ver, a modalidade freestyle exige bastante técnica e uma prática apurada para ser realizada. Além de um bom curso de paraquedismo, é essencial ter praticado saltos em diversas oportunidades para começar a se aventurar em outras categorias do esporte radical.

 

A boa notícia é que nunca é tarde para começar. Primeiro, é preciso pegar gosto pelo salto de paraquedas para planejar – e reforçar – o contato com o esporte. Posteriormente, quando os cursos avançados e muita experiência sejam adquiridos, é hora de subir um degrau nessa aventura e partir para o freestyle!

 

Leia mais no blog: Vale Presente Personalizado que você pode dar nesse Natal.

Conheça mais sobre o paraquedismo e suas modalidades

Atualmente, na internet, é possível assistir vídeos de saltos e entender profundamente como cada modalidade funciona. Desde os saltos tradicionais até os mais avançados e radicais, é muito importante ver as técnicas dos paraquedistas experientes e que conhecem tudo sobre queda livre.
A partir daí, comece a saltar de paraquedas e estudar o esporte, que certamente em pouco tempo você estará fazendo muitas acrobacias no céu . Nesse momento, certamente você vai sentir como o gosto pela adrenalina pode ser literalmente contagiante.

Postagens Relacionadas

logo WhatsApp

Entre em contato com a Sky Company Paraquedismo:

como chegar
clique aqui e trace sua rota pelo Waze
como chegar de ônibus
© Copyright 2019 | Sky Company Paraquedismo - Boituva, SP | Todos os direitos reservados - Política de Privacidade
parceria: |