Já garantiu seu salto?!
Não saia antes de garantir seu dia!

A Sky Company está preparada para responder qualquer dúvida que tenha em relação aos saltos e pacotes oferecidos.

Venha curtir essa aventura com
segurança e qualidade.
Agende seu Salto

Principais modalidades de paraquedismo

Principais modalidades de paraquedismo

Conheça as modalidades de paraquedismo que conquistam mais atletas e apaixonados por esportes radicais no mundo. Veja quanta adrenalina!

 

No Brasil, o paraquedismo ocupa o quinto lugar no ranking de esportes radicais mais praticados , segundo o Portal Crosster. A rápida evolução e a diversidade das modalidades de paraquedismo comprovam o crescimento e a preferência por esta atividade radical.

 

Com modalidades de saltos para todos os gostos, os paraquedistas buscam executar manobras incríveis em queda livre e se superar em cada uma delas. Deste modo, o esporte permite diversas possibilidades,  encantando praticantes e observadores. 

 

Neste conteúdo, reunimos as principais modalidades de paraquedismo que conquistam mais adeptos. Então, segure o fôlego e surpreenda-se conhecendo um pouco mais sobre elas. Vamos lá?

 

Conheça as principais e descubra a ideal para você!

primeiro salto de paraquedas acompanhado de profissional

Salto Tandem ou Salto Duplo

Esta modalidade se refere ao primeiro pulo de paraquedas, a mais simples de todas, assim, recomendada para iniciantes e curiosos. Isso porque o Salto Tandem é uma variação do paraquedismo tradicional.

 

No entanto, neste salto temos a presença de duas pessoas, em que uma delas é o instrutor já experiente e a outra o paraquedista iniciante. Desta forma, o salto acontece a uma altura  de 3000 a 4000 metros, com um paraquedas especial que suporta a dupla.

 

A velocidade do salto atinge em média 200 km/h e o equipamento deve abrir após 50 minutos de queda livre, proporcionando 8 minutos de voo com o paraquedas aberto. Sendo assim, uma das aventuras mais procuradas no mundo.

 

Segundo os praticantes, a experiência é a forma mais fácil de realizar um salto de paraquedas, já que não exige formação prévia. Este tipo de salto possibilita uma experiência única e fantástica, com momentos inesquecíveis.

 

Quem experimenta, quer saltar outra vez, e mais outra e outra… É nessa fase que muitos pegam gosto pelo esporte e alguns fazem da prática sua profissão, buscando cursos de paraquedismo para se tornar um dos atletas do céu.

Freefly

 

Uma das modalidades mais recentes e considerada também uma das mais radicais, isso porque os paraquedistas realizam diferentes tipos de manobras durante a queda livre, como:

 

  • Sitfly – sentado;
  • Head down – de cabeça para baixo;
  • Standup – em pé;
  • Backtrack – de dorso

 

Em outras modalidades a velocidade do paraquedista chega em torno de 200 km/h, enquanto no freefly, a velocidade pode atingir  450 km/h. Já as manobras são livres, envolvendo a criatividade que o esportista desejar.

 

Por conta disso, o freefly é uma das modalidades do paraquedismo mais apreciadas pelos atletas que buscam por manobras extremamente radicais. 

 

Freestyle

Esta modalidade é uma das pioneiras, foi desenvolvida com as primeiras técnicas do esporte. Conhecido também como “Ballet Aéreo” porque os movimentos dos atletas se assemelham aos de ginástica acrobática.

 

Neste caso, os pulos são feitos em duplas. O freestyler que realiza as manobras tridimensionais e o câmera flyer, que atua registrando os saltos para o julgamento, avaliado também pela qualidade artística da filmagem.

Skysurf

 

Mais uma modalidade que funciona em equipes: o skysurfer e o câmera flyer, em que um atleta realiza manobras com uma prancha especial, como se estivesse surfando nas nuvens.

 

Enquanto o câmera flyer utiliza uma câmera de vídeo no capacete para filmar os movimentos do skysurf, mas também contribuindo com sua habilidade de voo, julgado na pontuação final da equipe.

 

Wingsuit

 

Uma das modalidades de paraquedismo mais recente, em que o grande diferencial é a velocidade horizontal, muito popular em países da Europa. Assim, o objetivo aqui é atingir  a maior distância possível em queda livre.

 

Para isso, o paraquedista usa uma roupa especial, permitindo segurar os efeitos do vento e possibilitando um deslocamento horizontal. Visto que essa roupa possui asas que inflam nos braços e nas pernas.

 

Por conta disso, os saltos podem chegar até 160 km/h, fazendo  com que a queda livre dure quase dois minutos, garantindo muita emoção, conforme descrita pelos praticantes deste tipo de salto.

 

Base Jump

Esta modalidade se trata de um dos saltos mais perigosos porque o tempo de impacto costuma ser bem curto, visto que o paraquedista salta de um ponto fixo, como prédios ou montanhas.

 

Sendo assim, esta modalidade exige profissionalismo extremo, pois qualquer erro pode ser fatal. O primeiro atleta a realizar este tipo de salto foi Don Byles, em 1970, que pulou de uma ponte no Colorado (EUA) de 321 metros.

 

No entanto,  foi o salto de paraquedista brasileiro, Felix Baumgartner que bateu o recorde desta modalidade, com a menor altura de base jump até hoje. O pulo aconteceu no braço do Cristo Redentor, no RJ, em 2001.

 

Big Way

Chamada também de Grandes Formações, trata-se uma modalidade com saltos complexos, envolvendo muitos atletas em um mesmo voo, exigindo grande sincronia para evitar qualquer tipo de imprevisto.

 

Geralmente, nesta modalidade de paraquedismo, os atletas costumam ser mais de 30 e formam desenhos no céu durante a queda, transformando o salto em um verdadeiro espetáculo para quem assiste. 

 

Vale destacar que o maior salto desta categoria aconteceu em 1998, em Chicago, onde saltaram 246 paraquedistas juntos que mantiveram a  formação estável por, no mínimo, 3 segundos. 

TR – Trabalho Relativo 

 

Esta modalidade é bem parecida com a Big Way, sendo a mais praticada no esporte. Neste caso, ela é dividida por categorias:

 

  • 2-way;
  • 4-way;
  • 8-way;
  • 16-way. 

 

Basicamente, o número representa a quantidade de paraquedista durante o salto.

 

E assim como a Big Way, as equipes realizam desenhos no céu, onde um Câmera Flyer registra tudo. Neste caso, o objetivo é realizar o maior número possível de formações em determinado tempo. A modalidade também é chamada de Formação em Queda Livre.

 

Qual sua modalidade de paraquedismo favorita?

 

E agora, conta aqui, qual dessas modalidades de paraquedismo você mais gostou? 

 

Vale lembrar que, para participar de determinadas categorias existem certos requisitos, como horas de voos e categorias alcançadas. Portanto, o esporte é regulamentado e busca toda segurança necessária em suas atividades.

 

É importante lembrar também que o salto de paraquedas, seja ele qual for, também auxilia no desempenho físico

 

Ficou com vontade de saltar? Venha realizar o Salto Tandem conosco e experimente uma das melhores sensações do mundo ao encarar uma queda livre com quase 1 minuto de duração. 

Postagens Relacionadas

logo WhatsApp

Entre em contato com a Sky Company Paraquedismo:

como chegar
clique aqui e trace sua rota pelo Waze
como chegar de ônibus

© Copyright 2022 | Sky Company Paraquedismo – Boituva, SP | Todos os direitos reservados – Política de Privacidade